rubbo

Valdecir Rubbo é condenado a mais de quatro anos de prisão por falsidade ideológica e corrupção ativa

Mais um episódio envolvendo o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves, Valdecir Rubbo, veio à tona nas últimas horas. O ex-parlamentar foi condenado pela Justiça de Bento a quatro anos, três meses e 22 dias em regime semiaberto, pelos crimes de falsidade ideológica e corrupção ativa. Rubbo havia sido denunciado por fraude em um concurso público, realizado em 2014.

A Justiça determinou também a perda de cargo público. Atualmente, Rubbo estava trabalhando em um gabinete de um vereador da cidade, segundo o MP.

Em 2016 um empresário fez uma delação premiada apontando outros envolvidos e foi condenado a prestar serviços à comunidade por um ano e meio, por sete horas semanais.

A denúncia do MP apontava a fraude de um concurso público de 2014 da Câmara dos Vereadores, que consistia em aprovação de oito pessoas indicadas por Rubbo. Segundo as investigações, o então presidente da Câmara pagou R$ 5 mil para incluir os nomes na lista de aprovados. Em alguns casos, as notas foram dobradas para que os indicados pudessem ser nomeados.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *