BG- cidade

Bento Gonçalves é apontada como a 18ª melhor cidade para se fazer negócios no país

Bento Gonçalves cada dia mais se revela como propulsora de desenvolvimento e empreendedorismo e tem apresentado indicadores crescentes neste sentido. Na semana em que completa 129 anos de emancipação política, em um estudo recente, o Município figura entre as 100 melhores cidades para fazer se negócios do Brasil.

No ranking, elaborado pela consultoria Urban Systems, Bento despontou da 27ª colocação, em 2018, para a 18ª neste ano. Entre os municípios gaúchos, a Capital do Vinho ocupa a 2ª posição, apenas atrás de Porto Alegre. A pesquisa mapeou municípios com mais de 100 mil habitantes.

O estudo leva em consideração 27 indicadores, divididos em: sociodemografia, economia, saúde, educação, financeiro, transporte e infraestrutura. Cada indicador tem um peso conforme sua importância e atualidade.

Dentre os aspectos, considerados essenciais para a evolução dos negócios em uma cidade, foram avaliados: população economicamente ativa, índice de desenvolvimento humano municipal, crescimento do produto interno bruto, percentual de empresas com mais de 100 empregados, renda média dos trabalhadores formais, Índice Firjan de Gestão Fiscal, crescimento da frota de automóveis, entre outros.

Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, até 25 de setembro deste ano, mais de 1.606 empresas foram abertas no município. Para o secretário da pasta, Silvio Bertolini Pasin, a colocação no ranking demonstra o empenho em promover um ambiente propício para a instalação de novos empreendimentos. “A cada ano a pesquisa vai aprimorando a metodologia e incluindo variáveis dos municípios que trabalham como foco em cidades inteligentes humanas e sustentáveis. São dados de várias áreas, não só econômicas, mas que fazem parte de um ecossistema de ambientes autossustentáveis, um dos focos de nossa atual gestão e do empreendedor local”, pontua.

Além deste levantamento, Bento Gonçalves também ganhou evidência, neste ano, entre as 50 maiores economias do país, ocupando a 43ª posição do Ranking Setorial neste âmbito. A pesquisa realizada pela plataforma Connected Smart mapeou as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil, através de indicadores que retrataram inteligência, conexão e sustentabilidade.

O estudo será publicado na próxima edição da Revista Exame.

Foto: Rodrigo Parisotto 

BG- cidade

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *