Dr Felipe De David

Cirurgias plásticas: meses de inverno são os mais requisitados

Não à toa, a procura por cirurgias plásticas no Brasil aumenta cerca de 50% nos meses mais frios do ano, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). O índice vai ao encontro do que afirmam médicos especialistas: o inverno é a época ideal para intervenções cirúrgicas. Nesse contexto, o cirurgião plástico Felipe de David elenca as principais vantagens na escolha dos meses centrais do ano para procedimento estético que envolva cicatrização.

Os meses de junho, julho e agosto, de forma especial, são caracterizados por menos horas de exposição solar, o que favorece a cicatrização e os cuidados em manter a pele hidratada. “No inverno, é mais comum que a cicatriz fique protegida pelo uso de uma quantidade maior de roupa. Isso ameniza os riscos de marcas escurecidas ou manchas cutâneas”, pontua o médico.

Outro ponto positivo é a diminuição do inchaço pós-operatório, comum em qualquer época do ano, porém suavizado em temperaturas amenas. “Com o frio, os vasos sanguíneos se contraem, reduzindo o fluxo de sangue nas veias, amenizando o inchaço, o que ocorre de forma oposta em temperaturas mais altas”, explica.

O cirurgião plástico também cita a comodidade e o conforto na recuperação como mais um estímulo à realização dos procedimentos na estação mais fria do ano. “O uso de cintas e malhas pós-cirúrgicas é comum em algumas intervenções, porém esse material pode incomodar menos durante o inverno. Isso porque as baixas temperaturas, além de serem mais sugestivas ao repouso, também diminuem o aquecimento do corpo devido à grossura dos acessórios e permite uma sudorese menor”, ressalta o especialista. Além disso, o paciente tem a possibilidade de se recuperar para o verão com o procedimento cicatrizado, passível de exposição ao sol. “A pessoa pode aproveitar o verão de forma mais tranquila”, acrescenta Felipe de David.

Técnica cirúrgica e pós-operatório

O médico salienta que a excelência no resultado do procedimento é obtida através de uma boa técnica cirúrgica e de cuidados no período pós-operatório “Sempre devemos alertar o paciente sobre as especificidades do tratamento posterior à cirurgia. A cicatrização é um processo de reparo em que o tecido conjuntivo fibroso se prolifera, substituindo a área da incisão por uma cicatriz. Por envolver fatores genéticos e biológicos, é de suma importância a orientação de um profissional especializado no assunto”, enfatiza.

A SBCP faz um alerta com relação à escolha do profissional e do local adequado para a realização de cirurgias plásticas. A orientação é que o paciente sempre verifique se o cirurgião é membro associado ou titular da Sociedade para garantir a seguridade do procedimento.

Felipe de David,

Cirurgião Plástico

BENTO GONÇALVES

Rua Dr. José Mário Mônaco, 227 – Sala 905, Centro

Fones: (54) 3702.4113

(54) 99970.4113

GUAPORÉ

Clinical Center – Av. Silvio Sansom, 1435 – 2° Andar

Fones: (54) 3443.6543

(54) 99912.6543

Foto: Eduardo Benini 

Dr Felipe De David

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *