dança

O rolê da RolêCoolture Trip

Reafirmando novos contextos de emergência da cena cultural de Bento Gonçalves, o projeto Rolê Coolture Trip evidencia a linguagem contemporânea das danças urbanas e promove novos códigos estéticos para diálogos sobre dança, artes visuais e comportamentos culturais. Com registros fotográficos de Bruna Ferreira, a exposição evidencia a Cypher Vico, um dos principais pontos de encontro urbanos da Cultura Hip Hop que ocorre semanalmente em Bento Gonçalves, na Praça Vico Barbieri.

Criada em 2017 e mostrada pela primeira vez na galeria da Fundação Casa das Artes, durante a Battle In The Cypher, a exposição começa a circular agora com recursos do Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves, dando potência e importância a esses novos contextos artísticos contemporâneos.

A partir de 05 de agosto, às 19h, os trabalhos serão expostos no SESC Bento Gonçalves, seguindo depois para a Livraria Dom Quixote, em Bento Gonçalves, a Casa De Criar, de São José Do Rio Preto, a Casa de Cultura Afrouruguaya, em Montevidéu, no Uruguai e a ACHE Casa da Cultura Hip Hop, em Esteio.

No dia de abertura da exposição, às 18, a Bgirl Ramony dará uma aula de danças urbanas para os interessados. A atividade é gratuita e prevê passos básicos e exercícios de ritmos na dança breaking.

Os protagonistas das cenas registradas pela fotógrafa são, além dos b.boys e b.girls que “colam” na Vico desde 2012, os anônimos e parceiros que circulam por lá por afinidade ou simpatia, o espaço, o ambiente, o fluxo dos movimentos as danças urbanas na paisagem da cidade.

“Dessa exposição o que eu mais gosto é o calor, pensei em juntar o conceito do encontro da Cypher da Vico, mas sem mostrar especificamente dança, e sim o que acontece em todo o rolê que é estar na Vico. A criançada brincando, interagindo, o sol que invade a cypher durante as tardes. Vendo a exposição se entende que o rolê une dança, a necessidade de estar ao sol e tudo o que rodeia a cypher na praça”, diz Bruna.

Estes recortes visuais estão reunidos em 10 trabalhos tamanhos 100x80cm, em material de pvc, todos coloridos. As imagens foram feitas entre 2018 e 2019 e, nesta proposta de circulação, o trabalho também ganha outros suportes pois exposição também será dotada de QR Codes que linkam para vídeos exclusivos dos artistas dançando, e falando de suas caminhadas artísticas. Assim, o conceito e a proposta do projeto se expandem, dando aos artistas de Bento Gonçalves protagonismo e representatividade, expondo seus trabalhos no município e também chegando a outras cidades do Estado, do Brasil e da América do Sul.

O projeto Rolê Coolture Trip também afirma a construção de uma autoria artística. Afinal, a fotógrafa Bruna Ferreira teve seus primeiros contatos com a Cultura Hip Hop na praça onde fez seus registros fotográficos. Além de se tornar uma praticante das danças urbanas, ela percebeu falta de registros dessa manifestação e “fez seu corre”. Começou de forma amadora e informal, mas foi refinando a prática fotográfica e buscando sua profissionalização. Outra faceta desse processo é o livro de registros Nossa casa: Cypher Vico e a realização da Expo Coolture Trip, feita com recursos próprios.

Reunindo estes contextos, o projeto Rolê Coolture Trip faz este passeio pelas diferentes vertentes da Cultura Hip Hop, registra um momento e um contexto histórico-cultural da cena artística contemporânea da cidade, projetando e dela para outros contextos e promovendo intercâmbios e projeções artísticas.

O que: Exposição Rolê Coolture Trip, com fotografias de Bruna Ferreira

Quando: abertura dia 05, às 19h

Onde: SESC Bento Gonçalves (Rua Cândido Costa, 88, Centro)

Quanto: Entrada franca

Foto: Bruna Ferreira

dança

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *