Do livro à leitura

Do livro à leitura

Por Ancilla Dall’ Onder Zat

Professora 

Comemora-se, no dia 23 de abril, o Dia Mundial do Livro, mas pouco se reflete sobre o seu significado através dos tempos.

O homem utilizou os mais diferentes materiais para registrar sua passagem pela terra desde a pintura rupestre (escrita e pintura no rochedo) ao e-Book dos dias atuais.  Assim, ao olhar para a pequena Gabriela, de oito meses, virando curiosamente as páginas de seu livro de pano, percebe-se o significado inicial dado pelos dicionários ao livro: “reunião de folhas ou cadernos presos por um dos lados em capa flexível ou rígida”. Através dos tempos variaram as folhas de papiro, pergaminho, papel e/ou virtual, conservando a essência da sua finalidade.

É interessante lembrar que a escrita no papiro deu surgimento à classe dos escribas, enquanto o pergaminho, de maior durabilidade, favoreceu a conservação de ideias e da história.

Na Idade Média, os mosteiros eram os guardiões dos livros sagrados, inclusive a Bíblia, e os copistas transcreviam obras do pensamento grego e atuais daquela época. Convém lembrar a invenção da prensa por Gutemberg para estudar melhor o processo de evolução para o livro impresso. Hoje, o livro digitalizado pode ser lido no seu celular ou tablet, facilitando o acesso às obras e a leitura das mesmas.

Em 1926, a Câmara de Barcelona oficializou o Dia do Livro, 5 de abril, data de nascimento do escritor Miguel de Cervantes, que foi proposta pelo escritor Valenciano Vincet Clavel Andrés. Entretanto, em 1995, foi criado o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, organizado pela Unesco, para promover o prazer da leitura, a publicação de livros e a proteção dos direitos autorais de quem escreve. Esse dia, 23 de abril, lembra a data de morte de William Shakespeare, Miguel de Cervantes e Inca Graciliano de la Vega. Na tradição catalã, que comemora São Jorge nesse dia, é costume dar uma rosa para quem compra um livro.

Em abril, dia 18, comemora-se também o Dia do Livro Infantil, em homenagem a Monteiro Lobato, numa referência à data de seu nascimento. Aliás, no Brasil comemora-se o Dia Nacional do Livro e a Semana da Biblioteca, de 23 a 29 de outubro, desde 1980, para incentivar o ensino, a pesquisa e extensão.

As datas não são apenas lembretes, mas um incentivo à leitura, cujo hábito deve ser desenvolvido desde cedo em casa pelos pais e na escola pelos professores. A leitura abre as portas para o conhecimento e dá asas à imaginação. Este é o significado e o sentido do livro, não importando se for de pano, papel ou virtual.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *