Sucesso na implantação de pomares

Por Melissa Maxwell Bock
Engenheira Agrônoma
Emater/RS-Ascar
Pinto Bandeira

Para que o novo pomar se desenvolva satisfatoriamente e seja produtivo é necessário que uma série de medidas sejam adotadas na sua implantação. A escolha do local é o primeiro passo, pois, como se tratam de culturas perenes e não poderá sofrer alteração, as características de clima e de solo devem ser observadas. Um solo bem drenado com exposição solar norte ou nordeste, para que as plantas recebam os primeiros raios solares e fiquem protegidas dos ventos frios do sul, e a escolha das cultivares mais adaptadas à região onde se quer produzir é fundamental para o sucesso do empreendimento.

Após, deve-se fazer uma correta coleta de solo, a fim de verificar as possíveis deficiências do mesmo e para que os corretivos e fertilizantes sejam colocados no momento correto e na quantidade adequada. É necessário que a amostragem seja feita de forma representativa, retirando solo de vários pontos e na profundidade adequada, pois uma amostragem mal feita pode afetar as etapas subsequentes que são a análise de solo, interpretação dos resultados e elaboração das recomendações dos fertilizantes e corretivos.

A utilização de plantas de cobertura do solo como aveia preta, ervilhaca, nabo forrageiro, azevém, trevos e milheto é muito importante para que o solo, após ter sido trabalhado para introduzir calcários e adubos e fazer patamares, não fique desprotegido e suscetível à erosão hídrica e eólica.

As mudas devem ser adquiridas de viveiros idôneos e que garantam o máximo de cuidados na sua produção e para que não haja a presença de agentes patogênicos. Os requisitos mínimos para uma muda ser sadia são: raiz nua, bem formada, com comprimento mínimo de 20 centímetros e raízes secundárias abundantes, não noveladas e torcidas e apresentar calode soldadura do enxerto bem formado.

Na ocasião do plantio das mudas, deve ser realizado o toalete (limpeza) e as mesmas devem ser banhadas com fungicida registrado ou com trichoderma. A profundidade de plantio deve ser suficiente para cobrir as raízes e não cobrir o ponto de enxertia. Após o plantio, é necessário molhar abundantemente as mudas a fim de evitar a morte por falta de água, principalmente em períodos de estiagem.

Estes cuidados básicos trarão sucesso na implantação dos pomares e nos anos subsequentes, pois não haverá necessidade de replantio de mudas, o pomar será livre de pragas e doenças e será produtivo, trazendo lucros ao produtor.

agriculture-apple-blur-257840

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *