Carnaval Retrô promete marchinhas, clima familiar e resgate da memória em Garibaldi

De forma conjunta, Garibaldi planeja um carnaval com a cara da cidade. Idealizado pelo Poder Público, diversas entidades e voluntários, o evento será realizado no dia 23 de fevereiro, uma semana antes da comemoração oficial, a partir das 17h, na Rua Buarque de Macedo e imediações.

             O público acompanhará o Bloco do Bepi, que deseja reunir simpatizantes em clima festivo. Em movimento, o grupo tocará as tradicionais marchinhas de carnaval. A concentração e saída do Bloco será no Banco Bradesco e o trajeto contemplará a centenária Rua Buarque de Macedo e suas imediações. O nome Bepi brinca com o apelido de Giuseppe em talian – dialeto que veio com os imigrantes italianos – além de lembrar a figura de Giuseppe Garibaldi, que dá nome à cidade, e de tantos Josés que fizeram história na cidade. A identidade visual do personagem foi desenvolvida pelo jornalista e cartunista Eliseu Demari, com a contribuição do designer Renan Boeira na elaboração de camisetas como abadás.

            O Bloco reforça que não será um desfile apenas para assistir, mas um convite para acompanhar e se divertir. A comissão de frente está sendo organizada pelos grupos de teatro Cia Acto e Hora Vaga, além do CTG Sentinela da Serra. O Bloco conta com integrantes da Escola de Música da Orquestra Municipal de Garibaldi, da KGB Máfia e da Banda Musical Profº Danilo Chisini.

O tema desta edição é “Tropeiros e Mascates”, lembrando o início da utilização da Rua Buarque de Macedo como base para o comércio da região. Para a presidente do Conselho de Políticas Culturais de Garibaldi (Concult), Rosana Marina, Garibaldi é uma cidade de memória e é ela que será o mote desse evento.

Carnaval-fb-post

Depois, no palco que ficará no entrocamento da Rua Buarque com a Rua Borges de Medeiros, a Banda do Bloco do Bepi animará a noite com clássicos carnavalescos que misturam axé, samba e marchinhas. O encerramento do evento está marcado para as 23h.

Para o secretário de Turismo e Cultura, Paulo Salvi, o encontro já é diferenciado agora, pelo envolvimento que tem gerado na comunidade. “Estamos muito felizes em poder contar com entidades e pessoas que abraçaram esta ideia desde o início. Sem dúvida, estamos criando uma nova e marcante história carnavalesca que tem as peculiaridades de nossa cidade e de nossa gente”, analisa.

O Carnaval Retrô é uma promoção da Prefeitura Municipal de Garibaldi, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura. A organização fica a cargo de uma comissão e conta com o apoio da Secretaria de Mobilidade Urbana, Brigada Militar, Escola de Música da Orquestra Municipal de Garibaldi, KGB Máfia, Banda Musical Profº Danilo Chisini, Arquivo Histórico Municipal, Conselho de Políticas Culturais (Concult), Associação Garibaldi Gastrô, Cia Teatral Acto, Grupo Hora Vaga, CTG Sentinela da Serra, jornalista e cartunista Eliseu Demari e do designer Renan Boeira.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *