Mundo Peterlongo na Wine Sauth America

Diversidade de produtos é aposta para a busca da expansão de negócios na feira

 

A Vinícola Peterlongo, de Garibaldi (RS), quer aproveitar a Wine Sauth America para mostrar toda sua diversidade de produtos e ampliar sua área de atuação. A centenária levará para a feira mais de 30 rótulos, entre espumantes, vinhos e sucos. Toda expertise de mais de um século na elaboração de espumantes poderá ser degustada na taça, mas a grande aposta são os vinhos finos, que expressam a nova fase da empresa, recentemente reformulada sob a batuta do enólogo francês, Pascal Marty, que estará presente durante todo o evento, inclusive, sendo um dos palestrantes. A feira acontece de 26 a 29 de setembro, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves.

Responsável por ter elaborado o primeiro espumante brasileiro, em 1913, e a partir daí dar início a história da bebida no Brasil, a Peterlongo vai para a feira com 18 espumantes. Do empório ao supermercado, a vinícola apresenta opções da bebida para todo tipo de canal. Elegance, a mais alta linha da vinícola, puxa a frente com o Brut e o Nature, ambos premiados em concursos internacionais. Na sequência, o Privilege Brut e Extra-Brut (o melhor da categoria segundo o Guia Descorchados 2018) e o quinteto que exibe a marca Presence: Brut Rosé, Brut, Moscatel Branco, Moscatel Rosé e Demi-Sec. A linha de entrada que carrega a marca Peterlongo também estará na feira com o Brut, Moscatel Rosé, Moscatel Branco e Demi-Sec. Para completar, o emblemático Prosecco e as opções em 660 ml.

16-IMG_9330

Reconhecida por sua tradição na arte de elaborar espumantes, a Peterlongo também está de olho no mercado de vinhos finos. Desde 2015, ano de seu centenário, a empresa vem colocando em prática um ambicioso projeto de reposicionamento da marca. A mudança é completa. Por dentro e por fora, os vinhos foram totalmente transformados. Os resultados já começam a aparecer com a conquista de premiações internacionais, resultado de um trabalho liderado por um dos mais importantes enólogos da atualidade, Pascal Marty. Com projetos ícones como AlmaViva e Opus One em sua bagagem, Marty acredita que todo vinho tem sua história. “Foi justamente a história da Peterlongo que me fez aceitar este desafio. Nosso trabalho está apenas começando. Temos ainda muito caminho pela frente até chegar a um vinho ícone brasileiro”, destaca.

Com agenda internacional, Marty não apenas estará presente com a Peterlongo na feira como também conduzirá a palestra ‘A nova Peterlongo, com Pascal Marty’, às 18h do dia 26 de setembro, quando será possível conhecer um pouco mais sobre o projeto. O acesso é gratuito a todos os participantes da feira.

Apostando nas oportunidades geradas pela Wine Sauth America, a Peterlongo também estará participando das rodadas de negócios do Projetor Comprador. “

Brindando os bons negócios que a vinícola espera concretizar nos quatro dias de evento, a Peterlongo realiza na noite do dia 29 de setembro, no jardim do Castelo Peterlongo, mais uma sessão do Wine Movie Peterlongo com o filme ‘Um bom ano’. A atração não apenas caiu no gosto do público como também passou a ser o cinema da Capital Brasileira do Espumante. Tapetes, bancos e almofadas vestem o gramado coberto por uma nogueira centenária e cercado por vinhedos. Com a taça na mão, as pessoas aproveitam o entardecer para degustar vinhos, espumantes e suco de uva, acompanhados por pipoca e comidinhas de rua oferecidas por food truck. O ambiente de cinema se completa com a projeção do filme em HD em uma tela de 8×5 metros.

Sobre a Peterlongo

Com uma capacidade de produção anual de 6 milhões de litros, a Peterlongo atua em todo território nacional, além dos mercados da Colômbia, China, Equador, México, Paraguai e Venezuela. Para este ano, a empresa projeta um crescimento de 15% a 20%, em relação a 2017. Instalada na maior edificação de pedra basáltica da América Latina – são 50 mil m² -, a empresa possui um inestimável patrimônio arquitetônico e cultural. O Castelo Peterlongo foi construído no início da década de 1930 e até hoje segue preservado com visitas guiadas, degustações e cursos. Em Encruzilhada do Sul, na Serra do Sudeste, possui 220 mil m² de área, onde são cultivadas as uvas que originam os vinhos finos.

Foto Pascal Marty – Crédito: Jeferson Soldi

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *