19ª Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática pela primeira vez em Caxias do Sul

 Com o tema “Psicossomática, novas perspectivas e suas novas práticas”,  o 19º Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática será realizado pela primeira vez em Caxias do Sul. Entre os dias 19 e 22 de setembro, o Congresso contará com cerca de 70 especialistas de todo o Brasil das mais diversas áreas relacionadas a saúde, meio ambiente e social.  O evento, organizado pela Associação Brasileira de Medicina Psicossomática- Regional RS, tem como principal objetivo estudar como inúmeros fatores de desequilíbrio acometem os seres humanos produzindo as doenças.

Segundo o presidente do Congresso, Dorval de Andrade Tessari, este encontro tem como finalidade buscar novas soluções e práticas para a promoção do bem-estar humano na sua integralidade.  Serão 8 cursos pré-congresso, 28 mesas-redondas, 4 mesas informais para conversas com professores e discussões de casos clínicos, e um espaço destinado ao debate público com gestores da saúde para implantação de políticas públicas.

Mesmo que o Congresso tenha um cunho científico, ele está aberto a todas às pessoas que queiram viver bem consigo mesmas e com o meio, pois um dos princípios da medicina psicossomática é promover a consciência de que a mente é a grande geradora das doenças e suas próprias curas.

Para Tessari, discutir novas práticas se faz necessário, pois a psicossomática vem tomando um lugar de destaque na forma de condução de casos clínicos. “Existem situações em que não conseguimos resolver a situação com o que já é utilizado. É preciso fazer uso de novas perspectivas para a área da saúde, para que consigamos auxiliar os profissionais a abrirem novos horizontes no auxílio aos pacientes. Mas, sob hipótese alguma, excluímos aquilo que já está consagrado. Nós acrescentamos a possibilidade de olhar para dentro do ser humano, e ajudar aquele que verdadeiramente sofre”, afirma.

Dorval de Andrade Tessari

O presidente do Congresso explica, ainda, que este ramo tem como principal linha de estudo o surgimento da doença física atrelada exclusivamente ao pensamento. “As emoções necessitam ser drenadas, colocadas para fora por meio da linguagem. Quando uma pessoa não consegue fazer esta ação, o corpo acaba sendo o aparelho de fala, comunicando por meio das doenças. E é a partir daí que as novas práticas dentro da psicossomática se fazem tão necessárias. Precisamos estudar e discutir cada vez mais as várias formas de lidar com a saúde em um conjunto com todas as esferas da vida”, finaliza.

Para participar da 19ª edição do Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática, conhecer os palestrantes e compreender mais sobre questões, como: abuso e violência infantil,  qualidade de vida no trabalho, estimulação cognitiva para idosos, adoção homoafetiva, sexualidade em pacientes com câncer e muito mais, acesse o site e se inscreva www.psicossomatica2018.com.br.

O 19º Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática é uma Promoção da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática. Realização da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática Regional do Rio Grande do Sul. Patrocínio-Master da Censi Empreendimentos. Apoio Especial da Universidade de Caxias do Sul. Apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Co-patrocínio de Carib Tur Agência de Viagens, Casa Serra Acabamentos, Life Pilates, Microlab Laboratório, Re-criar Centro de Estudos Avançados em Medicina e Psicologia, Salus Pronto Atendimento e Unimed. Organização da Interface.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *