beer-932994_960_720

Cervejas Artesanais para tomar no frio: confira sugestões

Sabores indicados podem surpreender os amantes de cerveja durante o período de baixas temperaturas 

A bebida preferida no verão pode ser saboreada também no inverno. As cervejas artesanais combinam ingredientes nobres como nozes, cacau, e grãos brasileiros de sabores exóticos, que contribuem para tornar mais aconchegante os dias frios. A Mestre-Cervejeiro.com indica quatro rótulos de sabores surpreendentes para a época mais fria do ano.

A primeira sugestão é a Tupiniquim Pecan, uma Imperial Stout da cervejaria Tupiniquim, do Rio Grande do Sul. Uma cerveja escura, intensa, complexa e com a presença da noz pecan dominante tanto no paladar, quanto no aroma. Vale ressaltar que é uma cerveja premiada, medalha de ouro no World Beer Cup na categoria Field Beer. Disponível entre R$ 28 e 35,00.

unnamed (1)

Já a Chaparrita, da Ogre Beer do Paraná, é um bom exemplo de que nem só cervejas escuras são indicadas para o inverno. Ela é uma witbier, ou seja, uma cerveja leve, mas que leva pimenta em sua receita, tornando-a uma ótima opção para os dias frios. Pode ser saboreada entre R$ 20 e 27,00.

Maturada em carvalho francês com adição de coco, baunilha e cacau, a Barley Wine, da Dádiva Status Quo, de São Paulo, é a terceira opção. Com 12,5% de teor alcoólico, é considerada uma cerveja de guarda, em que os aromas e sabores melhoram com o tempo, conferindo-lhe uma validade de 10 anos. O estilo Barley Wine não recebe este nome por conter vinho em sua receita, mas sim pelos altos teores alcoólicos. Para apreciação entre R$ 42 e 49,00.

Por fim, a Carvoeira é a Imperial Stout da Lonh Bier, de Santa Catarina, que leva em sua receita Funghi Secchi e Cumarú, tornando-a densa e complexa, com aromas e sabores amadeirados e de baunilha. Foi ganhadora de vários prêmios e mais recentemente medalha de prata no World Beer Cup, na categoria Herb and Spice Beer. Está entre R$ 18 e 25,00.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *