PREFEITURA DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA PREVENTIVA

O prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, decretou, neste domingo, 27, situação de emergência preventiva no Município. A decisão foi tomada após reunião com o Gabinete de Crise, criado para avaliar os desdobramentos decorrentes da greve dos caminhoneiros e decidir sobre ações necessárias, a fim de minimizar os efeitos a população. Na ocasião, também foi definida uma estratégia para busca emergencial de combustível, que será coordenada pela Secretaria de Segurança, destinado ao abastecimento de transportes essenciais como ambulâncias, viaturas da polícia, veículos do transporte público e coleta de resíduos.

De acordo com o Secretário de Segurança, José Paulo Ihanke Marinho, dois caminhões-tanque, escoltados por veículos da Policia Rodoviária Federal e Brigada Militar, irão ainda neste domingo buscar combustível e estocá-lo para o abastecimento, nos próximos dias, garantindo assim o funcionamento dos serviços essenciais.

Conforme o Decreto nº 9.828/2018, não serão paralisados serviços da área de saúde e recolhimento de lixo, além da racionalização do uso dos veículos oficiais do Município. As medidas vigerão por tempo indeterminado.

Desde o início da paralisação, a Prefeitura adotou medidas de racionalização do uso de combustível e insumos, a fim de não interromper o atendimento dos serviços essenciais para população, bem como dos serviços públicos concedidos, e junto ao Hospital Tacchini e empresas de transporte.  “Nosso atendimento para população é prioridade. Procuramos otimizar recursos e economizar combustível para que sejam direcionados às áreas essenciais como saúde e segurança, concentrando esforços para garantir a continuidade da prestação dos serviços públicos prioritários. Estamos realizando um trabalho conjunto e o monitoramento será  constante até que tudo seja normalizado”, afirma o Prefeito.

IMG_20180527_WA0007
Participara da reunião: o coordenador da Defesa Civil, Thiago Fabris, secretários de Segurança, José Paulo Ihanke Marinho e de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira; vereador Eduardo Viríssimo; presidente do Conselho do Tacchini, Daniel Ferrari e superintendente, Hilton Mancio; representantes das empresas de transporte Santo Antônio, Susana Giordani e Bento, Gustavo Toniollo; do Sindibento, Cleimar Sfredo; do Sinditrans, Fernando Parisotto e o procurador do Município, Sidgrei Spassini, além de representantes das secretarias de Educação e Gestão Integrada e Mobilidade Urbana.


Serviços:

Saúde:  Atendimento está mantido em todas as Unidades de Saúde, com contingenciamento nas vigilâncias em saúde.

Hospital Tacchini: Suspendeu a realização de coletas de materiais e exames laboratoriais desde este sábado, 26, em consequência ao movimento de paralisação dos caminhoneiros. De acordo com o anúncio do Hospital, a medida foi necessária para prevenir problemas relacionados ao desabastecimento provocado pela greve. O Hospital também solicita que a população só procure atendimento em caso de extrema urgência até a normalização das atividades.

Educação: As aulas na Rede Municipal não tiveram alteração e permanecem normalmente na segunda-feira, 28.

Meio Ambiente: Coleta de lixo não sofre alterações, no entanto, recomenda-se que a população colabore com a redução do resíduo. Capina, roçada, poda e mutirão de limpeza estão suspensos.

 

Trânsito: Agentes do Departamento Municipal de Trânsito têm circulação restrita a ocorrências emergenciais. 

 

Transporte: Os horários de ônibus serão reduzidos nos próximos dias. Confira em http://www.bentogoncalves.rs.gov.br/noticia/transportes-coletivos-reduzem-horarios-de-onibus-

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Foto: Emanuele Nicola

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *