Leãozinho do Bem sensibiliza comunidade na reta final da declaração do IR

Até 30 de abril é possível destinar um percentual do imposto para entidades assistenciais e instituições locais

O prazo para acertar as contas com o Leão encerra no dia 30 de abril para todos os brasileiros – e existe uma forma de transformar essa obrigação em um valioso exercício de solidariedade e responsabilidade social. Pessoas físicas podem aproveitar a proposta do projeto Leãozinho do Bem para tornar dedutível um percentual de seu débito com o governo – e ainda garantir recursos para quem mais precisa de ajuda em Bento Gonçalves.

Marcos Fracalossi

Para completar essa importante contribuição comunitária, no entanto, é preciso ficar atento a alguns detalhes. A destinação precisa ser feita pelo programa gerador de declaração, e o limite é de apenas 3% do IR devido. Somente pessoas físicas podem proceder desta forma nesse último mês de prestação de contas – diferentemente do que ocorreu até dezembro, quando pessoas jurídicas também puderam participar e os índices dedutíveis eram maiores.

LEIA TAMBÉM: Parceiros Voluntários realiza ações de solidariedade com público  jovem

O Leãozinho do Bem, cuja criação está ligada à Associação dos Profissionais e Empresas de Serviços Contábeis (Apescont-BG), oportuniza o aporte de recursos a 35 entidades registradas no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (Comdica). “Essas doações fazem muito mais do que apenas manter ativo o trabalho dessas associações, elas beneficiam centenas de jovens e renovam a esperança dessas crianças”, diz Marcos Fracalossi, integrante da Apescont.

A Apescont estima que a cidade possa gerar até R$ 3,7 milhões em recursos oriundos de destinações do IR. Atualmente, a captação anual está na casa dos R$ 800 mil – bem abaixo do potencial máximo. “A cidade vem respondendo muito bem ao nosso pedido, porque aqui vivem pessoas que se preocupam com os outros. O projeto Leãozinho do Bem ainda é jovem, tem apenas dois anos. Certamente em breve vamos poder colaborar ainda mais para o necessário trabalho dessas entidades assistenciais, que oportunizam melhor qualidade de vida à cidade”, comenta Fracalossi.

SAIBA MAIS: Doações da comunidade ao Consepro de Bento Gonçalves crescem mais de 200% em 2017

O Leãozinho do Bem conta com o apoio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), do Sicoob Meridional e da imprensa local.

“Continuamos abertos por causa desses projetos”

O projeto Leãozinho do Bem tem colaborado para que diversas entidades mantenham e ampliem seus trabalhos em prol de uma sociedade mais justa. Uma delas é a Associação Integrada ao Desenvolvimento Down (AIDD), que atende atualmente a 23 pessoas. “Continuamos abertos por causa desses projetos”, diz a vice-presidente da entidade, Onívia Soranzo. Além de iniciativas como a do Leãozinho, editais do Comdica e de empresas, como a Ceran, por exemplo, também auxiliam a entidade na busca de recursos para promover o desenvolvimento integral da pessoa com down, buscando sua inclusão na sociedade.

VEJA TAMBÉM: IFRS abre concurso público 

Atualmente, a AIDD atende de bebês a adultos, oferecendo oficinas de dança e arte, entre outras atividades de inclusão social. Também realiza atendimentos individuais e especializados nas áreas de fonoaudiologia, psicologia, pedagogia, psicomotricidade e psicopedagogia.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *