AEARV doa alimentos à Secretaria de Assistência Social

As contribuições da Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos para o desenvolvimento de Bento Gonçalves vão além das ações em favor dos profissionais que representa – estendem-se, também, em benefício de toda a comunidade. Cerca de 60 quilos de alimentos foram doados pela AEARV à Secretaria Municipal de Habitação e Assistência Social (SEMHAS) no dia 21 de março.

doacao

A ação faz parte de uma das premissas da entidade, que é a de ser uma associação atuante também nas questões que ultrapassam a defesa e a valorização da classe. “Uma entidade precisa se preocupar e se ocupar, também, com os assuntos que dizem respeito à sociedade na qual ela está inserida. Então, esse engajamento é uma forma de devolver à comunidade um pouco daquilo que ela nos proporciona, tanto para a instituição quanto para os profissionais por ela representados”, disse o presidente da AEARV, Diego Panazzolo, que fez a entrega à secretária interina da pasta, Milena Bassani. “Cada vez que chegam doações assim nossos olhos brilham, queremos agradecer pelas pessoas que serão beneficiadas”, comentou Milena.

LEIA TAMBÉM: AEARV comemora 40 anos em 2018 com o desafio do fortalecimento profissional

 Os donativos foram recolhidos como acesso à palestra “Patologia de obras Civis”, promovida pela AEARV na noite de 20 de março, no auditório da Meber Metais, com os engenheiros civis Luiz Alberto Modesti e Guilherme Modesti, da Avalisinos.

Palestra

 Perante cerca de 60 profissionais, eles demonstraram como a falta de cuidado, experiência e conhecimento implica em consequências como desabamentos, incêndios, deficiência de recuperação ou construção, por exemplo, nas edificações. “Tudo começa por um bom planejamento. Por meio da troca de experiências e da demonstração de casos que já ocorreram, queremos ajudar os profissionais a oferecerem obras mais seguras, rentáveis e com maior garantia, visando à promoção do conhecimento”, disse Luiz Alberto Modesti.

Foto: Exata Comunicação

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *