Quatro dias voltados à arte das ruas no Hasta La Cypher

Cultura hip hop

Por Natália Zucchi

A 9ª edição da Battle In The Cypher, evento já consagrado na cultura hip hop do Brasil, ocorre de 29 de março a 1 de abril deste ano, em Bento Gonçalves, sob nova denominação: “Hasta La Cypher”. Nos quatro dias de programação, ocorrem workshops, oficinas e batalhas de dança na sede da Fundação Casa das Artes, em escolas das redes municipal e estadual, mais intervenções artísticas urbanas.

BATTLE CYOHER

Focando a profissionalização da cena hip hop, com o intuito de democratizar a cultura na região, o evento reunirá no município cerca de 200 convidados, entre jurados, competidores, instrutores, dançarinos, grafiteiros, rappers, DJs e skatistas, de países da América do Sul e da Europa. Os competidores foram selecionados em pré-edições qualificatórias ocorridas no estado do Mato Grosso do Sul e nos países do Uruguai e no Paraguai. A atividade, que integra o Calendário de Eventos de Bento Gonçalves, é promovida pelo Coletivo Nest Panos, com verba oriunda de projeto aprovado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura (FAC).

BATTLE CYPHER 1

“Pronto como um macaco para ser lançado no espaço”

“A estimativa total de público é mais de dez mil pessoas, reafirmando a importância desse encontro cultural tanto para a comunidade local, quanto para a cena urbana nacional e sul-americana”, ressalta um dos organizadores Pedrinho Foortwork Squad. Entre os artistas e especialistas da cultura hip hop da 9ª edição, o Rapper Gigante no Mic, que ministra o primeiro workshop sobre produção de hap. Mais DJ Gio Marx e integrantes do grupo Atentado Napalm. Formado em 2012, em Goiás, o grupo ganhou destaque nacional em 2013 com o álbum intitulado “Pronto Como um Macaco para ser Lançado ao Espaço”. A dupla vem com a proposta de causar impacto por meio de ideais e reflexões que contribuam para uma mudança sociocultural relevante. Rodrigo Elemento X, de Belo Horizonte, Amendoim Diademaica, de São Paulo, A Uruguaia Viky, do grupo de breaking Elemento Suicida e do Uruguay Rap Underground são no mês confirmados no evento, nos papéis de jurados e instrutores.

LEIA MAIS: Museu do Imigrante recebe exposição de Sebastião Salgado

O artista urbano Xadalu de Porto Alegre, que trabalha com a arte dos styckers (adesivos) e tem seu personagem “indiozinho” colado nas ruas de em torno de 60 países do mundo, dará uma aula sobre street art e produção de adesivos. “É interessante ver a bagagem deste artista, porque ele foi além do perímetro urbano e buscou nas artes plásticas mais base para trabalhar. É a primeira edição de um workshop com serigrafia no evento”, destaca Pedrinho.

BATTLE (2)

A lista de DJs também é animadora. Além do Dj Gio Marx, o cearense Flip Jay, referência de Deejay no Breaking Nacional, Zion, de Porto Alegre, Saturn, do Paraguai, e o residente Bugs. “Queremos que as pessoas entendam que o hip hop é diversão, mas também é trabalho sério, com qualidade. Os convidados brasileiros e estrangeiros vêm com conhecimento técnico proveniente de muita dedicação e estudo. O evento mostra que a cultura hip hop tem qualidade”, afirma o organizador.

BATTLE CYPHER (2)

Ainda, segundo Pedrinho, ao longo dos anos os moradores de Bento Gonçalves têm tomado gosto pelas atividades oferecidas, boa parte delas gratuitas. “O reconhecimento está aumentando porque o evento se propõe a ser formador, com conteúdo profissionalizante focado na cena”.

PROGRAMAÇÃO – FUNDAÇÃO CASA DAS ARTES

Abertura oficial, com presença de autoridades e público geral, com a tradicional Expo Falantes, dos Boombox da Nest Panos, e a exposição das Jaquetas Customizadas do Artista Wagner Wagz em Colab com Amanda Medeiros 29 de março, às 19 Horas, na Fundação Casa das Artes

BATTLE (1)

Cine Battle: exibição do filme Wild Style, de Charlie Ahearn, que mostra o início da cultura Hip Hop, de maneira em que os personagens do filme representavam seus próprios papéis na vida real. Após exibição, bate papo.
30 de março, 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

SAIBA MAIS: Secretaria de Cultura lança concurso Ilustra’s Stock

Workshops e palestra com artistas renomados da dança, turntablism e graffiti. Serão seis aulas de 1h30min cada, divididas em 2 dias. 30 e 31 de março, às 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

BATTLE CYPHER (1)

Cypher Livre: cyphers e flash mobs de passinhos de soul funk. 31 de março, às 15h30 na Fundação Casa Das Artes

Happy Hour Dance: atividade em local aberto, com cyphers , competição de danças e batalha de Deejay. 31 de março, às 19 horas, no Queens Bar

BATTLE (3)

Battle In The Cypher: grande final do evento, com três ambientes diferentes e batalhas de breaking, e campeonato de skate modalidade best trick no Mad Max, carro da Nest Panos customizado, como um obstáculo para manobras. 1 de abril, às 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

Battle In The Cypher Graffiti: festival paralelo ao Battle In The Cypher, com artistas renomados que irão graffitar diversos muros na cidade.

Fora da programação financiada:

Hasta La Cypher Hip Hop Party: tradicional festa do evento, sem financiamento público, que contará com Show do grupo Atentado Napalm, Seven To Smoke de Top Rock, batalha show de MCs, e muita cypher ao som dos deejays Gio Marx, Flip Jay, Bugz e Zion
30 de março, às 23 horas, no Ferrovia Live.

Fotos: Bruna Ferreira

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *