Prefeitura de Bento estuda adotar aplicativo para gerenciamento da frota

Modelo inovador poderá ser implantado para evitar viagens duplas, uso do veículo fora do expediente e desperdício de combustível, além de possibilitar avaliações constantes de desempenho dos condutores, manutenção e conservação dos carros

 A prefeitura de Bento Gonçalves estuda adotar nos próximos meses, um sistema de gestão de frotas e compartilhamento de veículos, por meio de um aplicativo de celular para facilitar e otimizar o uso e o controle da frota. O modelo já é adotado em outras cidades do País.

“Vai funcionar como um aplicativo de transporte de passageiros comum e poderemos racionalizar a utilização dos carros e fazer relatórios sobre o uso, incluindo veículos pesados e máquinas. Também é uma forma de controle para saber quem foi, quando, onde e porque foi, e também poderemos avaliar o serviço do motorista”, explica o secretário Adjunto de Administração e Governo, Ivan Toniazzi.

LEIA MAIS: Prefeitura apresenta PPP de iluminação pública a moradores

 O sistema será gerenciado pela Secretaria de Administração e Governo e deverá evitar viagens duplas, uso do veículo fora do expediente e desperdício de combustível, além de possibilitar avaliações constantes de desempenho dos condutores, manutenção e conservação dos carros.

 A implantação do aplicativo ajudará na gestão da logística das pessoas, relatórios detalhados de percurso de cada passageiro, gestão de consumo de combustível, avaliação de motoristas e veículos, comparativo de custos entre secretarias, comparativo de gastos totais, número total de viagens de cada veículo e de cada motorista, consumo médio de cada veículo, banco de horas dos motoristas, compartilhamento das viagens, aproveitamento de rotas, transparência, racionalização dos recursos públicos e gestão de inovação.

VEJA TAMBÉM: Alimentação complementar para bebês será tema de Oficinas nas Unidades Básicas de Saúde

O Município de São Paulo após inserir o sistema teve redução de 45% na sua frota. O aplicativo deve mudar a lógica da gestão de frota no serviço público passando para a ideia de compartilhamento. Com a adoção da tecnologia, a Prefeitura poderá controlar o chamado do motorista, dos trajetos, uso simultâneo de veículos, solicitações agendadas e gerenciar custos.

1 responder

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *