Lela Rosanelli

Músicas autorais com pegada Folk

Por Natália Zucchi

O primeiro single intitulado “Caminhos“, nome também do novo EP da garibaldense Lela Rosanelli, será lançado nas redes sociais da compositora neste domingo, 11 de março. Rafaela Rosanelli Chies, 25 anos, prepara seu segundo disco totalmente autoral com produção de Nenê Fragata e lançamento previsto até o final de 2018 nas plataformas digitais. A cada mês uma nova canção do disco será divulgada individualmente em suas redes sociais. Ao todo, serão quatro faixas em português, três inéditas com os títulos “Recordações” e “Memórias”, mais uma releitura com novos arranjos da canção “Inside All Hearts”, vindo do primeiro EP de Lela, intitulado Speaking Honestly.

Lela Rosanelli_Foto_03

Com um som original, Lela traz o estilo folk para suas canções. “É difícil enxergar o folk no português e quis me atrever nesse gênero que sempre tive com forte referência”, explica. Seu som é calcado no violão, tocado sem palheta, no finger style, incrementado com o som de outros instrumentos como o bandolim. Guitarra mesmo só em uma das músicas, mas sem distorção.

Lela começou a tocar violão aos 12 anos e suas composições começaram a tomar forma entre seus 15 e 16 anos. “Eu precisava criar minhas músicas. Gosto muito de falar sobre o tempo e a percepção que eu tenho sobre pessoas e as relações entre elas. Geralmente não são histórias, mas, sim, o que eu observo no mundo” destaca.

Lela Rosanelli_Foto_06

Inspirada em Bob Dylan, Neil Young, John Mayer e Eric Clapton, resgatou as tendências mais folk desses artistas para dentro do seu repertório ainda no seu primeiro disco, lançado em 2016 com 4 faixas compostas em inglês. “Meu primeiro disco foi um pontapé inicial. Por causa do EP, fui convidada para participar do evento Sarau das Artes em Porto Alegre, evento que já reuniu Serginho Moah, Adriano Trindade e Rafa da Chimarruts, entre outros nomes reconhecidos da música. Quando o artista vai para Porto Alegre e retorna para sua cidade, as portas tendem a se abrir mais facilmente”, observa.

Maria Sem Vergonha

Formada em administração, ela já trabalhou em empresas e agência bancária, mas a vontade de permanecer na música pulsou mais forte. Em 2014, abriu a Harmônica Ensino de Música como professora de violão e de Ukulele, e hoje faz parte de uma equipe de oito professores de diferentes instrumentos, voltados a aulas para crianças e iniciantes. “Nas aulas de música, procuro incentivar os alunos a compor e criar músicas e estilos novos, trazendo a personalidade de cada um para o som. Eu digo: começa a compor e encontra a tua verdade” ressalta.

Lela Rosanelli_Foto_02

Lela também lidera os vocais de outras duas bandas covers, a Maria Sem Vergonha e a Lela Acustico Trio, ambas formadas em Garibaldi. Seu repertório de covers traz clássicos do rock n´roll internacional e do blues. “Mesmo que geralmente as mulheres seguem carreira solo, elas podem tomar mais a frente das bandas”, observa.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *