Bento atrai mais de 1,4 milhão de turistas em 2017

Segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), o município teve acréscimo de 8,5% no número de visitantes, em relação ao ano anterior

 Em um cenário que mostra o turismo como uma das atividades econômicas de maior crescimento no Brasil e no mundo, a política pública de incentivo e fomento ao turismo, implementada pela Prefeitura de Bento Gonçalves tem produzido importantes resultados. De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), a Capital do Vinho atingiu a marca de 1,4 milhão visitantes nos roteiros turísticos em 2017, correspondendo a um aumento de 8,5%, em relação ao ano anterior.

As estatísticas apontam também o Vale dos Vinhedos como o roteiro mais procurado, com 415.957 visitas, seguido do Caminhos de Pedra (95.308), Vale do Rio das Antas (82.895), Cantinas Históricas (27.887), e Encantos da Eulália (23.256), porém em abrangência municipal os atrativos urbanos se destacam, com 830.368 visitantes.

O levantamento mostra ainda que foram atendidas 34.301 pessoas nos Centros de Atendimento ao Turista (CAT’s). Apenas o da Pipa Pórtico realizou 21.216 atendimentos, compostos em sua maioria por turistas brasileiros – destaque para a região sul e sudeste –, uruguaios, argentinos, alemães e italianos. Os meses de maior fluxo foram Julho, Abril, Janeiro, Dezembro e Junho, respectivamente. “O período de férias escolares é considerado alta temporada e, surpreendentemente, abril por conta dos feriados do ano passado”, observa o secretário da pasta, Rodrigo Ferri Parisotto.

LEIA TAMBÉM: Vinícola Aurora comemora 87 anos com investimento em tecnologia

Outro número relevante é no segmento de feiras e eventos que, só a Fundaparque, levou 274.431 pessoas em 2017. Os visitantes participaram de promoções do setor moveleiro, ambiental, de tecnologia, entre outros.

No mesmo âmbito, a Semtur promoveu 45 eventos, contra 28 em 2016. Parisotto atribui a conquista ao empenho da equipe. “Não medimos esforços para promover Bento Gonçalves e sua vasta quantidade de atrativos. Participamos de eventos nacionais do Turismo e estamos sempre inovando e buscando novas alternativas para ampliação do números de visitantes”, complementa.

A Secretaria de Finanças mede o impacto do ISSQN (Imposto de Serviços sobre Qualquer Natureza) pelas atividades econômicas do ramo. De acordo com os registros, R$ 2.481.711,42 foram arrecadados no município por meio do turismo.

Ainda, o Secretário destaca a importância das produções cinematográficas para a divulgação do Município no Brasil e no exterior. “Já contabilizamos quase 30 filmes que tiveram Bento como cenário. Entre eles, um dirigido por Selton Mello”, evidencia.

A SEMTUR faz a compilação das informações captadas junto às associações das rotas turísticas, aos empreendimentos, ao Bento Convention Bureau, ao Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho (Segh), às Secretarias Municipais de Esportes e de Finanças, entre outros parceiros.

Comparativo 2016-2017

Número de visitantes no Município: 1.359.393 – 1.475.671

Rota Vale dos Vinhedos: 410.149 – 415.957

Rota Encantos da Linha Eulália: 26.318 – 23.256

Rota das Cantinas Históricas: 27.700 – 27.887

Rota Vale do Rio das Antas: 73.420 – 82.895

Rota Caminhos de Pedra: 93.890 – 95.308

Atrativos urbanos: 730.991 – 830.368

Ocupação Hoteleira: 47,99% – 46,65% (dados do Segh)

ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza): R$ 2.462.356,00 – R$ 2.481.711,42

Número de atendimento nos Centros de Atendimento ao Turista (CAT’s): 41.312 – 34.301

Acessos ao site da SEMTUR (www.bento.tur.br): 85.162 – 67.698

Mudanças no setor

Mais um evento se fixa ao calendário turístico do Município: o Brique Colonial, que é realizado mensalmente, no segundo sábado, e leva produtos artesanais da região e produtos certificados pelo Selo Sabor de Bento, como geleias, pães, cucas, biscoitos, entre outros, ao centro da cidade.

VEJA TAMBÉM: Próximo pleito italiano movimenta candidatos em vários países do mundo

Além disso, as atrações anuais tiveram seus nomes renovados, como Bento em Vindima passou a se chamar Estação Vindima, o Bento em Páscoa agora é Doce Páscoa, o Bento Sensação ficou denominado Retratos de Outono, o inverno ganhou o nome de Inverno de Sensações e, por fim, a Estação Primavera alterou para Encantos de Primavera.

Terceiro destino mais ofertado do Estado

Uma coleta realizada pelo Observatório do Turismo do Rio Grande do Sul divulgou a lista dos municípios gaúchos ofertados pelas 83 principais Operadoras Turísticas do Brasil. Dos dez destinos mais procurados, oito são na Serra Gaúcha. Mais uma vez Bento Gonçalves se consagra como o terceiro destino, atrás de Gramado e Canela. Na sequência aparecem Garibaldi, Nova Petrópolis, Carlos Barbosa e Monte Belo do Sul.

A pesquisa foi realizada nos meses de novembro e dezembro, e se refere ao ano de 2017. O objetivo do estudo é monitorar o posicionamento dos destinos turísticos gaúchos no mercado nacional, oferecendo aos municípios recursos para a gestão do processo de comercialização.

Projetos em andamento

– Reforma e readequação da Casa da Cultura (Casa do Vinho) e do Centro de Comercialização de Produtos Artesanais;

– Mobiliário e paisagismo da Rua Coberta;

– Paisagismo no entorno do Complexo Cultural;

– Pórtico na rota Caminhos de Pedra.

SAIBA MAIS: Vinícola Aurora exporta, em janeiro, volume igual ao de todo o primeiro semestre de 2017

Foto:Natália Zucchi

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *