Primeira edição de feira latino-americana de vinhos chega a Bento Gonçalves

Grupo italiano realiza primeira edição da Wine South America em Bento Gonçalves, no mês de setembro, apostando na valorização dos produtos brasileiros como estratégia para consolidar sua presença no mercado global
 A primeira edição da Wine South America – Feira Internacional do Vinho  vai ocorrer nos dias 26 a 29 de setembro deste ano, nos pavilhões da Fundaparque. A possibilidade estava sendo discutida desde 2016, quando o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, esteve na Itália em busca de parcerias e investimentos no setor vitivinícola gaúcho.  Em 2017, uma missão da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) e do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) visitou a sede da empresa Veronafiere, em Verona, para confirmar o interesse em realizar um grande evento para divulgar os vinhos do Brasil e da América Latina. A feira terá um espaço voltado para tecnologia, tanto para indústria vinícola quanto para viticultura.
Alberto_03

“A Wine South America nasce pela necessidade da indústria brasileira de mostrar sua variedade de vinhos e lançamentos, bem como do desejo de expandir seus negócios para novos mercados consumidores, ou seja, consolidar a presença do Brasil no mapa mundial do vinho – além de valorizar os produtores da América do Sul, com as presenças da Argentina, Chile e Uruguai”, resume Alberto Piz, diretor da Milanez & Milaneze, empresa promotora da feira e subsidiária da italiana Veronafiere.

 Rodadas de negócios e o Projeto Imagem

A expectativa da Wine South America 2018 é reunir 10 mil visitantes (importadores, distribuidores, profissionais da área, apreciadores, consumidores, pesquisadores e estudantes) e 250 expositores, entre empresas produtoras nacionais e internacionais de vinho, fabricantes de máquinas e equipamentos, prestadoras de serviços e fabricantes de acessórios para o segmento. A feira abre espaço, também, para os produtores de café, de cachaças e destilados, e olivicultores.

Além da exposição de produtos e serviços da indústria vitivinícola, a Wine South América terá uma robusta grade de conteúdos voltada à valorização da produção de vinhos e da formação profissional do setor, com degustações, premiações, treinamentos e palestras conduzidas por profissionais que são referência no mercado nacional e internacional.

Outro destaque dessa primeira edição serão as rodadas de negócios e o Projeto Imagem, em parceria com o Ibravin. O primeiro prevê a participação de compradores internacionais; já o segundo a vinda de jornalistas estrangeiros – ações combinadas abrindo mercado para negócios com países como Argentina, Chile, Uruguai, África do Sul, França, Itália, China, Portugal, Alemanha, Estados Unidos, Áustria, Suíça, Espanha, Austrália, Dinamarca e Grécia, dentre outros.

Números do setor

Entenda por que o segmento do vinho no Brasil tem potencial para geração de negócios:

– O Brasil tem mais de 1.100 vinícolas, sendo 60% somente no Rio Grande do Sul. Isso faz do país o quinto maior produtor da bebida no hemisfério sul e maior produtor de vinho espumante da América Latina. São 270 milhões de litros de vinho produzidos.

– A produção vitivinícola no Brasil soma 83,7 mil hectares, divididos, principalmente, entre o Rio Grande do Sul (90%), Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás; Bahia; Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Minas Gerais.

– No primeiro semestre de 2017, o Brasil exportou 1 milhão de litros, com volume de negócios na casa dos US$ 2,74 milhões. Bento Gonçalves (RS) é a maior exportadora de vinhos do Brasil, atendendo mercados como Paraguai, Estados Unidos, Japão, China, Reino Unido, Cuba, Chile, Angola, Uruguai, Bolívia, Suriname, Suíça, Bélgica, França e Alemanha.

– O Rio Grande do Sul é o maior produtor de uvas do Brasil, respondendo por 90% da produção de uvas destinadas ao processamento de vinhos, espumantes e sucos e também por, aproximadamente, 90% da elaboração de produtos vinícolas no país. Em 2016, o RS produziu 207 milhões de litros, considerando espumantes, vinhos finos, vinhos de mesa, entre outros produtos.

Dados do Ibravin/2017

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *