Prefeitura lança manifestação de interesse para parceria público privada a voltada à construção de usina de resídios sólidos urbanos

IMG_0514_1A prefeitura de Bento Gonçalves pretende, até o final de 2018,  inaugurar uma usina de resídios sólidos urbanos no atual transbordo, localizado numa área de terra de de 3,5 hectares, de propriedade do município, no bairro Pomarosa.

Para tanto,  está buscando parceria na iniciativa privada. No final da tarde de hoje (24) foi lançado no salão nobre da prefeitura o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para viabilizar a proposta por meio do sistema de Parceria Público Privada (PPP). Empresas interessadas tem 30 dias para apresentarem os projetos.

Atualmente, a prefeitura  gasta cerca de R$ 250 mil por mês, para destinar e dispor  no aterro sanitário do município de Minas do Leão, as 100 toneladas  de resíduos sólidos urbanos recolhidos diariamente em Bento Gonçalves. O poder público de Bento Gonçalves está sendo o primeiro do  Rio Grande do Sul  a lançar um  PMI para uma PPP em serviços públicos, procedimento há mais de 15 anos previsto na  legislação estadual.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Sílvio Bertolini Pasin, ao explanar a iniciativa, destacou que 24% do lixo sólido doméstico produzido na cidade pode ser reciclado. Hoje, as seis cooperativas de reciclagem existentes no município reciclam cerca de 4% do montante diário. Também salientou que  a usina vai proporcionar ganhos tanto para a economia do município como o meio ambiente.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *