Músico Hique Gomez promete surpresa no concerto da Orquestra Municipal de Garibaldi

unnamed (2)A Orquestra Municipal de Garibaldi (OMG) realiza seu concerto anual neste domingo, dia 21 de maio. O evento será realizado no Clube Integração e contará com a participação especial do músico gaúcho Hique Gomez. Os ingressos de cortesia já estão esgotados e são válidos até às 20h.

O concerto contará com jazz, MPB, samba, composições de Hique Gomez e performances que integraram o Tangos & Tragédias. “Vai ser muito bacana! E terá uma surpresa!”, prometeu o porto-alegrense.

Após ensaio com a orquestra na última sexta, dia 12, Gomez revelou estar muito satisfeito com o trabalho realizado no município. “Hoje em dia é difícil uma cidade ter uma orquestra e um órgão público que atenda a essa solicitação da população. Isso mostra que Garibaldi está em um posto avançado de cultura e entendimento da comunidade”, avalia o músico. “É legal saber que tem esses músicos tão bons na cidade dando aula, porque a música dentro das famílias é um alento nos dias de hoje”, acrescenta.

A Orquestra Municipal de Garibaldi é mantida por meio de convênio com a Prefeitura de Garibaldi, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, e Centro Cultural e Artístico (Cecar). Este concerto conta com o apoio da Cia do Papel, Clube Integração, Cromo Gráfica e Editora, Frau Comida Inteligente e Hotel Casacurta.

Hique Gomez

unnamed (1)Nascido em Porto Alegre em 29 de março de 1959, Hique Gomez é um dos criadores do espetáculo Tangos & Tragédias, multi-instrumentista, arranjador, compositor e ator, já recebeu a medalha de Porto Alegre concedida pela Prefeitura, como reconhecimento a contribuição cultural à sua comunidade, e também o Prêmio Açorianos pelo conjunto de sua obra. Montou inúmeros espetáculos individuais e também participou como solista de inúmeros concertos com orquestras.

Em 2002, teve sua estreia no cinema com o filme “A Festa de Margarette”, no qual é o ator principal e também responsável pela trilha sonora, premiada no Cine Ceará 2002. Participa de festivais em diferentes partes do mundo e, em 2012, recebeu o Prêmio da Associação Profissional de Críticos de Arte de São Paulo por Tangos & Tragédias e o Prêmio Açorianos de melhor espetáculo de 2011, pela montagem de Tan Tango. Atualmente, segue com a saga “sborniana”, com o espetáculo “A Sbornia Kontratacka”

Crédito das fotos: Priscila Pilletti

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *