Safra da uva 2017 na Serra Gaúcha

Mauro César Zanuz 
Chefe da Embrapa Uva e Vinho 

Descrever a safra da uva é falar de duas coisas: quantidade e qualidade. A safra 2017 será de muito boa produção, de quantidade normal, de aproximadamente 650 milhões de quilos, com viés para acima do normal. Nos vinhedos da Embrapa e de diversas áreas na região se observa grande brotação das gemas pelas condições climáticas favoráveis ao cultivo, ocorridas em agosto e setembro do ano passado. Além disso, na fase da floração, na última primavera, as condições também foram favoráveis. As videiras estão com quase nada de doenças, como o míldio, entre outras. A produção dessa vindima irá atenuar os problemas de quebra da safra 2016, de cerca de 50%, permitindo que as empresas regularizem seus estoques de vinhos.

16602631_1082383871890265_2058797977145930605_nNo que se refere à qualidade dessa safra a definição está ainda em andamento e dependerá muito de haver maior insolação e chuvas menos frequentes e de menor intensidade que aquelas que presenciamos na segunda metade de dezembro e início do último mês de janeiro. A verdade é que todos os prognósticos climáticos reportavam que teríamos um verão sob a influência de ‘La niña’, determinando uma incidência de chuvas abaixo do normal. Recentemente, uma atualização dos modelos de previsão climática remete que o fenômeno ‘La niña’ será mais fraco do que se previa. Ainda assim, neste mês de fevereiro e no próximo de março, quando ficam prontas as uvas de maturação intermediária (Isabel, Merlot) e tardia (Cabernet Sauvignon, Moscato Branco), há previsão de um clima favorável, com mais sol e menos chuvas. Então, espera-se uvas mais sadias e com maior teor de açúcares e coloração na casca, habilitando a elaboração de vinhos e sucos de excelente qualidade.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *